PSICOLOGIA APLICADA 

USO DO CONHECIMENTO DA PSICOLOGIA PARA A MELHORIA E O DESENVOLVIMENTO SOCIAL, 
DA PESSOA E DA SOCIEDADE


PSICOLOGIA APLICADA é um ramo da psicologia com objetivos específicos que faz uso de todas as descobertas e princípios científicos alcançados pela "árvore mãe", a psicologia. Paralelamente ao desenvolvimento teórico e científico da psicologia, proporcionado pelas diversas correntes científicas, um outro processo - o da sua aplicação - era fundamental, assim nascia a psicologia aplicada, com a necessidade de passar do campo teórico para o campo prático .http://www.complementar.net



PSICOLOGIA APLICADA                                                         

            

O campo de intervenção da PSICOLOGIA APLICADA é imenso. Da área da saúde, à da educação, passando pelo desporto e pela informática. Praticamente, todos os ramos que derivam da psicologia ("árvore-mãe") têm por detrás a "mão" da PSICOLOGIA APLICADA.  
Voltar Home               Voltar  Saiba +      
http://www.complementar.net                   
          

 
PSICOLOGIA APLICADA : UM GRANDE BEM A SOCIEDADE EM TRANSFORMAÇÃO

PSICOLOGIA APLICADA é a utilização dos conhecimentos/dados da psicologia na solução de problemas práticos. Este ramo junta as diversas áreas da psicologia clínica, educacional e social entre outras.

Com base na afirmação de que o estado psicológico humano é fundamental para desfrutar do bem individual, e por consequência o bem comum, esta área da psicologia busca permanentemente métodos para o desenvolvimento cognitivo, emocional e e sua interação social.


Para o estudo da 
PSICOLOGIA APLICADA, são necessários profissionais especializados nos fenômenos comportamentais e psíquicos, levando em conta o conjunto dos estados e as disposições psíquicas das ideias dos indivíduos ou de grupos sociais através das interpretações dos conhecimentos intuitivos, ou empíricos, dos sentimentos do objeto em estudo.


Voltar Home


Como exemplo, temos a psicologia judiciária ou forense que consiste na aplicação dos conhecimentos psicológicos aos propósitos do direito; ou da psicologia do trabalho que tem por finalidade a adaptação da pessoa à sua profissão e a adequação das profissões à pessoa; ou ainda, a psicologia aplicada à publicidade que faz uso dos seus conhecimentos para, por exemplo, obter estímulos publicitários adequados a despertar de comportamentos aquisitivos, isto é, fazer com que as pessoas comprem os produtos para venda.